quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

DESPEDIDA DE UM ANCIÃO


Ventam lágrimas em espiral,
de meu peito
a sombra do tempo
espelhada

caio da asa,
da meada da língua,
que ali jazia.
(Poema de Mára Bellini; Óleo sobre tela "A Noite Estrelada", de Vincent Van Gogh)

Um comentário:

Mára Bellini disse...

Que lindo trabalho fizeste Eliane, muito me toca pois, poema e imagem falam entre si, e nos unem em algo a algo. Um beijo
Mára Bellini