sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

BLÁ-BLÁ-BLÁ: OS POETAS DO FUTURO com a poeta BARBARA CORSETTI


ACUPUNTURA
 
minha cor é local
faminta e no meio-fio
curto farpado circuito
o cartão postal de nossa derrota.
marquei hora com o tempo,
o sol move seus bispos e bilhetes
feito algo que acumula: acupuntura.
o mapa que me guia foi arrancado
minhas cicatrizes
cobram o condominio.
girando em si
o mundo é um coquetel molotov
feito agulha
copulando pele.
barbara corsetti

Barbara Corsetti é psicanalista e poeta do Grupo Cero Brasil.
Este foi um de seus poemas apresentado na atividade do Porto Poesia 4 chamada:
"Blá-blá-blá: os POETAS DO FUTURO com a Poeta Barbara Corsetti".

2 comentários:

Mai disse...

Agulha copulando a pele - dor que cura - acupuntura.

maravilha!

Grupo Cero VersoB disse...

Querida, Mai,

ótima a tua costura poética...

gracias,
com carinho,
na poesia,